Você está visualizando atualmente Entenda a relação entre a dieta mediterrânea e as suas ações no câncer de mama

Entenda a relação entre a dieta mediterrânea e as suas ações no câncer de mama

A relação entre a dieta mediterrânea e o câncer de mama tem sido investigada em diversos estudos, mas os resultados até agora têm sido inconsistentes. Alguns estudos sugerem que a adesão a essa dieta está associada a um menor risco de câncer de mama, enquanto outros não encontraram associações significativas. Essas discrepâncias também se refletem em revisões sistemáticas e metanálises anteriores, que apresentam resultados contraditórios.

Em metanálise publicada no jornal Clinical Nutrition realizou uma pesquisa abrangente em várias bases de dados, incluindo o PubMed, Web of Science e Scopus. Eles estabeleceram critérios de seleção, incluindo a análise de estudos envolvendo mulheres com 18 anos ou mais, a avaliação da adesão à dieta mediterrânea como exposição e o câncer de mama como variável de resultado. Cerca de 509 artigos foram avaliados, porém apenas 11 foram utilizados para esse estudo. O objetivo era identificar revisões sistemáticas e metanálises que atendessem a esses critérios e que fossem publicadas até junho de 2022. 

Os resultados dessa meta-análise indicaram que a adesão à dieta mediterrânea estava associada a um risco reduzido de câncer de mama em cinco das onze revisões incluídas. Essa associação foi mais pronunciada em mulheres pós-menopausadas. No entanto, os resultados também mostraram heterogeneidade, o que significa que a relação entre a dieta mediterrânea e o risco de câncer de mama pode variar dependendo dos estudos analisados.

Além disso, a análise considerou o status dos receptores hormonais, que desempenham um papel importante no câncer de mama. As evidências sugeriram que a dieta mediterrânea pode estar mais associada à redução do risco em tumores de receptores de estrogênio negativos (ER-), especialmente entre mulheres após a menopausa.

Em resumo, esta revisão de revisões sugere que a adesão à dieta mediterrânea pode ter um efeito protetor contra o câncer de mama, principalmente em determinados subgrupos de pacientes. No entanto, são necessárias mais pesquisas de alta qualidade para confirmar essas conclusões e entender melhor como a dieta mediterrânea pode afetar o risco de câncer de mama.

Recomenda-se promover a adoção da dieta mediterrânea com base nas evidências disponíveis e em seus benefícios comprovados para a saúde em geral. Esta revisão é valiosa, pois é a primeira a se concentrar exclusivamente na relação entre a dieta mediterrânea e o câncer de mama, mas também destaca a necessidade de pesquisas futuras de alta qualidade e a importância de considerar diferentes subgrupos de pacientes e tipos de tumores no estudo do câncer de mama.

REFERÊNCIAS: 

González-Palacios Torres C, Barrios-Rodríguez R, Muñoz-Bravo C, Toledo E, Dierssen T, Jiménez-Moleón JJ. Mediterranean diet and risk of breast cancer: An umbrella review. Clin Nutr. 2023 Apr;42(4):600-608. doi: 10.1016/j.clnu.2023.02.012. Epub 2023 Feb 23. PMID: 36893621. https://www.clinicalnutritionjournal.com/action/showPdf?pii=S0261-5614%2823%2900041-9

Deixe um comentário

Por favor, aguarde.
Carregando...

Por favor, aguarde.
Carregando...