Aleitamento materno direto vs administração de leite materno na mamadeira

Aleitamento materno direto vs administração de leite materno na mamadeira

Bebês alimentados com leite materno na mamadeira ganham peso mais rapidamente do que os que mamam no peito, mas não tanto peso quanto os bebês alimentados exclusivamente com fórmula láctea (FL) ou que recebem suplementação com FL, por longo prazo. Esta é a conclusão de um novo estudo canadense publicado no periódico Pediatrics.

Pesquisas anteriores já sugeriram que a alimentação com FL está associada a maior ganho de peso entre os lactentes do que o aleitamento materno. Mas existe pouca informação de como práticas específicas de alimentação infantil, como suplementação com FL para bebês durante a fase de aleitamento materno ou a alimentação com leite materno na mamadeira possam modificar o ganho de peso. O novo estudo, que acompanhou 255 mães e seus bebês, revelou que o modo como os lactentes recebem o leite materno faz diferença.

O aleitamento materno exclusivo aos três meses foi associado a ganho de peso mais lento e IMC mais baixo em crianças de um ano do que outros esquemas. A suplementação com FL durante pouco tempo após o nascimento ou a introdução de comida sólida antes dos seis meses não reduziu esses benefícios. No entanto, a suplementação com FL mais tarde foi associada a ganho de peso mais rápido e IMC mais alto, acrescentando 0,28 ao escore z médio do IMC e a alimentação exclusiva com FL mais tarde levou a ganhos ainda maiores (0,45 escore z do IMC). Crianças que tomaram leite materno na mamadeira também apresentaram um discreto aumento do ganho de peso (0,12 escore z do IMC).

Os autores sugerem que o aleitamento direto no peito está associado a menor ganho de peso do que o leite materno na mamadeira, porque a quantidade de leite é determinada pelo bebê.

As crianças na coorte continuarão a ser acompanhadas durante a adolescência, deste modo os pesquisadores poderão avaliar se as práticas alimentares durante o aleitamento terão efeitos no peso em longo prazo.

Referência

Azad MB, Vehling L, Chan D, Klopp A, Nickel NC, McGavock JM, et al. Infant Feeding and Weight Gain: Separating Breast Milk From Breastfeeding and Formula From Food. Pediatrics. 2018 Oct;142(4).

Deixe uma resposta

Fechar Menu