Indicadores Prognósticos no tratamento da Cirrose Hepática

Indicadores Prognósticos no tratamento da Cirrose Hepática

O gasto energético de repouso (GER) e o quociente respiratório (QR) medidos pela calorimetria indireta (CI) podem se correlacionar com massa muscular e representar indicadores prognósticos no tratamento de pacientes com cirrose hepática.

Estudo, recentemente publicado, avaliou a correlação do gasto energético e QR medidos por CI com massa muscular, mortalidade e valores de gasto energético estimados pelas equações Harris-Benedict, Diretrizes ESPEN e DITEN em pacientes com cirrose hepática.

Neste estudo prospectivo, o gasto energético foi medido em 126 pacientes, do sexo masculino com cirrose hepática, por CI e predito por Harris-Benedict, Diretriz ESPEN (35 kcal / kg de peso atual) e Diretriz DITEN (30 kcal / kg de peso atual). As medidas foram obtidas no momento da admissão no estudo. A composição corporal foi determinada por DXA. A associação entre gasto energético e sobrevida em 3 anos foi investigada.

A etiologia da cirrose foi classificada como origem alcoólica (59,0%), viral (20,1%), criptogênica (11,8%) ou outra (9,0%). Os índices médios Child-Pugh e MELD foram 8,30 ± 2,0 e 14,38 ± 6,12, respectivamente.

O QR mostrou uma correlação moderada com massa muscular (r = 0,64), enquanto o gasto energético medido pela calorimetria foi inversamente associado à mortalidade (regressão de Cox multivariada, HR = 0,88, 95% CI: 0,78; 1, p = 0,04).

Entre as equações preditivas para gasto energético, apenas Harris-Benedict apresentou valores próximos aos valores da calorimetria, com correlação positiva de Pearson (r = 0,77), excelente acurácia (Cb = 0,98) e correlação positiva de concordância de Lin (CCC = 0,75). No entanto, um grande desvio padrão foi observado e o gasto energético estimado Harris-Benedict não se correlacionou com a mortalidade.

Os autores concluem que QR e gasto energético, medidos por calorimetria, podem ser ferramentas valiosas para avaliar a gravidade da cirrose, refletindo a massa muscular e ainda com valor prognóstico para mortalidade, respectivamente. As equações preditivas para GER incluídas neste estudo não podem substituir as medidas obtidas por calorimetria indireta para esse propósito.

Referência

Belarmino G, Singer P, Gonzalez MC, Machado NM, Cardinelli CS, Barcelos S, Andraus W, D’Albuquerque LAC, Damiani L, Costa AC, Pereira RMR, Heymsfield SB, Sala P, Torrinhas RSM, Waitzberg DL. Prognostic value of energy expenditure and respiratory quotient measuring in patients with liver cirrhosis. Clin Nutr. 2018 Jul 6. pii: S0261-5614(18)31202-0.

Deixe uma resposta

Fechar Menu