You are currently viewing Dieta Cetogênica pode exercer efeitos benéficos em mulheres com câncer de mama

Dieta Cetogênica pode exercer efeitos benéficos em mulheres com câncer de mama

As Terapia Metabólica Cetogênica (KMT) vem sendo estudada como uma nova estratégia terapêutica alternativa ou complementar para o tratamento de diversos tumores malignos, inclusive o câncer de mama.

A hipótese é de que restrição calórica ou dieta com baixo teor de carboidrato e maior teor de gordura podem reduzir o nível de glicose sanguínea, consequentemente, as células cancerosas não conseguem fermentar e utilizar eficazmente os corpos cetônicos ou ácidos graxos para a síntese de ATP e utilização direta como fonte de energia por causa da deformidade no número, função e estrutura das mitocôndrias.

Para validar esta teoria, um estudo selecionou 80 pacientes com câncer de mama com malignidade comprovada por biópsia e em tratamento de quimioterapia por pelo menos 12 semanas, sem diferenças estatisticamente importantes sobre idade, tipo de câncer ou avanço de metástase.

Em blocos randomizados, 40 pacientes foram designadas para seguir uma dieta cetogênica (KD) e 40 pacientes para o grupo controle. A dieta cetogênica foi estruturada com 6% de carboidrato, 19% de proteína, 20% de triglicerídeos de cadeia média (TCM) e 55% de gordura e o grupo controle tinham uma dieta contendo 55% de carboidrato, 15% de proteína e 30% de gordura. Os grupos foram acompanhados com intervenção nutricional de 90 dias simultaneamente as 12 semanas de quimioterapia. Ao final, apenas 30 pacientes de cada grupo concluiu o estudo.

Os pesquisadores constataram que:

  • Houve uma queda não prescrita na ingestão calórica pelas pacientes do grupo KD (p<0,01) e apenas 89% das pacientes foram consideradas em conformidade com a dieta.
  • Os níveis de TNF-α (µmol / ml) permaneceram constantes ao longo do estudo no grupo controle (17,6 ± 8,6 para 17,3 ± 7,3, P = 0,999), mas diminuiu de 21,9 ± 8,8 para 18 ± 8,6 no grupo KD (P <0,001).
  • Durante o período de acompanhamento, os níveis plasmáticos de Interleucina 10 (IL-10) (ng /ml) aumentaram significativamente no grupo KD (de 9,1 ± 4,4 para 11,1 ± 4,7, P <0,001), mas permaneceu inalterada no grupo de controle (10,4 ± 4,5 a 10,1 ± 4,3, P = 0,999). Os níveis de IL-10 foram significativamente maiores no grupo KD do que no grupo controle ao final do estudo (P <0,001)
  • Uma diferença significativa foi observada para os níveis de insulina entre os dois grupos (P <0,002) e não houve diferenças estatisticamente importantes para IGF-1 (P = 0,77).
  • Nenhuma mudança significativa nos marcadores tumorais CEA e CA 15-3 foram observadas dentro dos grupos.
  • Com base em relatórios de ultrassonografia e patologia, no final do estudo houve redução no tamanho do tumor de 27 mm no grupo de intervenção nutricional com a dieta cetogênica em comparação de 6 mm do grupo controle (P <0,01).
  • O estágio diminuiu significativamente em pacientes com tumores localmente avançados no grupo KD após 12 semanas (P <0,01). Nenhuma diferença significativa na taxa de resposta foi observada em pacientes com doença em estágio metastático.

Os autores concluíram que a Terapia Metabólica Cetogênica pode ser benéfica para pacientes com câncer de mama, reduzindo TNF- α e insulina e aumentando de IL-10, induzindo melhor resposta na redução de tumores em pacientes com a doença localmente avançada, porém, mais estudos devem ser feitos para avaliar os efeitos em pacientes com a doença em estágio metastático.

Referência:
Khodabakhshi A, Akbari ME, Mirzaei HR, Seyfried TN, Kalamian M, Davoodi SH. Effects of Ketogenic metabolic therapy on patients with breast cancer: A randomized controlled clinical trial. Clin Nutr. 2021 Mar;40(3):751-758. doi: 10.1016/j.clnu.2020.06.028. Epub 2020 Jul 3. PMID: 32703721.
Link: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/32703721/

Por favor, aguarde.
Carregando...