You are currently viewing Suplementação de vitamina D e risco de câncer de mama

Suplementação de vitamina D e risco de câncer de mama

O câncer de mama está entre as principais causas de morte em mulheres em todo o mundo. Embora os avanços na detecção e tratamento precoces tenham diminuído a mortalidade, as taxas de incidência de câncer de mama ainda estão aumentando na maioria dos países nas últimas duas décadas. O câncer de mama atinge 2,1 milhões de mulheres a cada ano atualmente; e estima-se que até 2050 haverá 3,2 milhões de novos casos a cada ano aproximadamente. Portanto, o desenvolvimento de estratégias eficazes de prevenção primária para reduzir as taxas de incidência continua sendo de alta prioridade.

Após verificar que resultados laboratoriais indicaram que a vitamina D pode ter um efeito protetor potente sobre o câncer de mama, mas estudos epidemiológicos relataram resultados conflitantes, pesquisadores realizaram uma revisão sistemática e meta-análise para esclarecer a eficácia da suplementação de vitamina D no risco de câncer de mama. A revisão incluiu 7 ensaios clínicos randomizados com 19.137 mulheres.

O nível sérico médio de 25 (OH) D dos participantes na linha de base variou de 18 a 36,2 ng / ml. Todos os estudos usaram suplementação oral de colecalciferol como intervenção em doses que variaram de 800 a 3.300 UI / dia, aproximadamente. A duração do acompanhamento variou de 4 meses a 6 anos.

Abaixo compilamos os principais resultados da metanálise:

  • Nenhum efeito estatisticamente significativo da vitamina D sobre o risco de câncer de mama foi encontrado na meta-análise clássica de efeitos aleatórios (RR 1,04, IC 95%: 0,84-1,28, p = 0,71);
  • Quando as meta-análises bayesianas foram conduzidas, os resultados permaneceram não significativos;
  • Não houve efeito estatisticamente significativo da vitamina D na densidade mamográfica observada: diferença média = 0,46, IC 95%: -2,06 a 2,98, p = 0,72.

Nesse sentido, os autores concluem que não há evidências suficientes para apoiar a eficácia da suplementação de vitamina D no risco de câncer de mama e na alteração da densidade da mamografia. O efeito protetor da vitamina D sobre o risco de câncer de mama em estudos observacionais anteriores pode estar superestimado. Entretanto, é importante ressaltar que o pequeno tamanho da amostra, a heterogeneidade substancial e o alto risco de viés em alguns dos estudos são limitações importantes desse estudo, que diminuem a qualidade da análise apresentada.

O Ganepão 2022 abrigará o 10º International Conference of Nutritional Oncology (ICNO) e 10º Congresso Brasileiro de Nutrição em Câncer (CBNC), que reunirão profissionais experientes da bancada à prática clínica para trazer tudo o que há de mais recente no diagnóstico e tratamento do paciente com câncer.

Aproveite os valores de inscrição da primeira tabela!

Referência
Li Z, Wu L, Zhang J, Huang X, Thabane L, Li G. Effect of Vitamin D Supplementation on Risk of Breast Cancer: A Systematic Review and Meta-Analysis of Randomized Controlled Trials. Front Nutr. 2021;8:655727. Published 2021 Apr 1. doi:10.3389/fnut.2021.655727

Por favor, aguarde.
Carregando...